4.3.18

O que precisas de saber para ir à Disneyland Paris



Ir à Disney foi um sonho. E na verdade, continua a ser!
Quero muito lá voltar e continuar a sentir-me rodeada por aquele ambiente tão feliz. É mesmo incrível como parece não haver distinção entre ser adulto e criança. Eu disse parece? Lá não há mesmo distinção nenhuma! Todos somos crianças e podemos andar nos divertimentos por mais infantis que pareçam. É uma loucura mas daquelas boas e que ali fazem todo o sentido. Vi pais a vibrarem mais com o Mickey que as próprias crianças. E não era forçado, era o mais genuíno que há numa visão que tão depressa não vou esquecer. Sempre ouvi dizer que visitar a Disney era mais para quando somos crianças ou... para quando temos as próprias crianças. Discordo e ainda discordo mais depois de lá ter estado. Os adultos são até as melhores pessoas para marcarem uma visita à Disney e somente para eles próprios porque são os mais beneficiados. Podem andar em tudo e dar um sentido especial a todos os sonhos que eles transmitem. Viver a infância que têm dentro de si. As crianças estão muitas vezes limitadas na entrada das atracções pela sua altura e a magia que vivem, acaba por ser mais a inocência de acreditar que aquele paraíso é real. Claro que ir em família deve ser o melhor que há mas nunca deixem de ir por aqueles argumentos!

A minha visita foi breve - apenas um dia - mas consegui perceber a dinâmica dos parques e por isso mesmo quis escrever a minha experiência com algumas dicas ou questões que também foram pertinentes para mim. Vou tentar seguir uma ordem que faça sentido e se me escapar alguma coisa, podem sempre entrar em contacto comigo através dos comentários :)

Onde comprar os bilhetes 

Eu comprei os meus bilhetes online e levei-os impressos. É a melhor forma para encontrar o preço mais em conta porque há sempre promoções a acontecer. Uma dica é levar todos os bilhetes numa mica porque durante o dia vamos precisar de os ter à mão (principalmente para os fast tickets e entrada/saída dos parques). 


Como chegar (para quem ficou no centro de Paris)

- Chegar à Disney não é nada complicado. Basta ir de metro até uma estação em que se consiga apanhar o RER A em direcção a Marne-la-Vallé Chessy. É importante certificar que a linha é a A4 e que o destino final é a Disney - a linha é bifurcada. Não é difícil porque há várias indicações (e orelhas do Mickey) em todo o caminho até lá. Pelo que eu percebi o RER A é um comboio que acaba por ser subterrâneo (até sair de Paris) e é por isso que dá para trocar do metro para este RER A (comboio), como se apenas tivéssemos a trocar de linha no metro normal. As estações de metro em Paris - em que conseguimos fazer esta troca - são Charles de Gaulle Étoice, Auber (Opéra), Châtelet Les Halles, Gare de Lyon e Nation.
- O caminho dura uns 45 minutos e o bilhete que se compra para ir até lá não é igual aos que usamos nos outros transportes! Como há esta alteração para o comboio, são bilhetes diferentes e um pouco mais caros. Eu comprei na estação de metro ao balcão num inglês misturado com francês porque não percebia grande coisa das máquinas automáticas. Comprem logo também o bilhete de regresso porque a estação da Disney à hora de saída é o caos. 

A melhor altura para ir à Disneyland Paris
Eu acho que melhor altura é com bom tempo e durante a semana. Primeiro, porque há muitas atracções que interagem com água ou pelo menos estão perto dela, o que é fantástico quando está calor e de evitar quando está frio. Segundo porque se forem no horário da Primavera/Verão o parque abre mais cedo e fecha mais tarde - há mais tempo para aproveitar ou quiçá, fazer mais pausas. E por último, durante a semana porque é quando toda a gente diz que há menos filas (o que faz sentido) e isso parecendo que não, faz muita diferença. Mas com chegada a Paris marcada para sexta-feira e a partida para uma segunda-feira, não tive mesmo outra opção. E claro, não queria mesmo deixar de ir.

Ir aos dois parques num só dia // Ir apenas a um parque num só dia
Esta opção consegue ser bastante pessoal e relativa. Ver os dois parques de forma completa é impossível fazer-se em apenas um dia. Claro que quem for em horário de verão (mais alargado e até à meia noite) consegue sempre ver mais, mas ver tudo é mesmo impossível. Ingenuamente, nunca pensei que fosse tão grande e comprei bilhetes para os dois parques muito segura de que era a melhor opção. Não estou arrependida mas achava que apesar de poder não conseguir ver tudo, iria ver certamente quase tudo. Não aconteceu. Também achava um exagero a ideia de ficar nos hotéis da Disney por várias noites. Pensava que ia ser mais do mesmo todos os dias e podia enjoar. Estava muitoooooo errada. Os dois parques da Disney são enormes (gigantes!) e mesmo com três dias não sei se conseguiria conhecer as personagens, ver e andar em tudo. Eu não me arrependo de ter escolhido ver os dois num só dia porque sei que ia ficar sempre a pensar no que poderia ter perdido no outro. No entanto, quem quer ver de forma mais completa possível cada parque e vai em horário mais limitado (com encerramento às 20h) deve escolher um parque para cada dia ou apenas um parque - sem preocupações porque vai ter sempre algo para fazer. Quem não se importar de ficar apenas com uma ideia mais geral dos parques e conseguir optar por se focar nos divertimentos mais famosos, consegue ir aos dois parques sem problema. Ambos têm atracções brutais e pessoalmente, adorei ter passado pelos dois, ter ficado com esse experiência e espero muito um dia voltar e ficar mais tempo.

Atracções que recomendo
(p.s. - gosto muitooo de adrenalina)


Star Wars Hyperspace Mountain

Esta foi sem dúvida uma das melhores! Um género de montanha russa no meio do escuro e muito divertida!
The Twilight Zone Tower of Terror
ahahahaah! Este foi a último em que eu andei e foi muito muito bom! A primeira vez na vida em que praticamente experimentei queda-livre!
Peter Pan's Flight na Fantasyland
Tirei o fast ticket para este sem querer (não sabia que estava a limitada a 2 quando cheguei) e fiquei um pouco triste porque parecia que ia ser menos interessante e a minha vaga só era para a tarde. Afinal, foi um dos melhores! Não em relação à aventura em si mas sim, à magia. Tão, tão fofinho!
Indiana Jones and the temple of Peril na Adventureland
Foi o primeiro divertimento em que andei e começou logo muito bem! Gostei imenso e só tenho pena que seja pouco tempo!
Star Tours na Discoveryland
Também engraçado mas mais soft! É basicamente um cinema em que nos assustamos através dos óculos 3D e com bancos que se mexem consoante as cenas do filme.

Dicas & Notas:
1) Não sair da zona de entrada sem levar o mapa + folheto com as informações sobre onde estarão as personagens da Disney;
2) Ver no site quais são os divertimentos que estão fechados e anotar;
2.a) Risca-los no mapa (quando o receberem à entrada) para evitar voltas desnecessárias;
3) Ir buscar os fast tickets que mais querem assim que chegarem porque cada pessoa só pode ter 2 fast tickets de cada vez e só lhe é dada a oportunidade de poder voltar a tirar umas horas depois. Se a primeira vez que tirarem os fast tickets já for mais tarde (perto do meio-dia) quando voltar a ser possível, grande parte deles já esgotaram. Portanto, a primeira coisa a fazer é saber quais os dois divertimentos que mais se quer e ir lá buscar;
4) Não ficar a fotografar o castelo ao início. Toda a gente quer tirar as fotos no castelo assim que chega. Resultado: uma confusão enorme que nem deixa tirar uma fotografia gira e imensas filas mais livres nas atracções. Repitam comigo: a primeira coisa a fazer é ir buscar os fast tickets. O castelo vai estar lá o dia todo e na hora de almoço até é o momento perfeito para fotografar porque subitamente muitas pessoas desaparecem e vão encher os restaurante ou as filas das atracções;
5) Podemos levar a nossa merenda mas não em modo pic-nic. Não percebi muito bem esta regra mas acho que surgiu por algumas pessoas já terem feito banquete em modo pic-nic tradicional lá dentro. Ficou proibido e se eles virem que estamos a levar demasiada comida ou toalhas podem não deixar passar.
6) Tripés e selfie-stick são proibidos.
7) Não há wi-fi gratuito e mesmo em modo dados móveis - roaming foi difícil ter acesso à internet.
8) Há lojas com as famosas bandoletes em formato de orelhas a cada 5 metros, não precisam de ficar limitados à primeira que encontrarem. 

Penso que é tudo! Espero que este post vos seja muito útil um dia porque a Disneyland Paris é um lugar imperdível e claro, espero que tenham gostado! :) 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Copyright @ patricia. Blog Design by KotrynaBassDesign